Siga a HBR Brasil

Harvard Business School Club of Brazil

Foco HBR

Como administrar sua carteira de inovação

Escrito por:
  • Geoff Tuff
  • Bansi Nagji
segunda-feira, 7 maio, 2012 - 19:00

A administração sabe e o mercado financeiro também: a viabilidade de uma empresa ano a ano depende de sua capacidade de inovar. Dadas as expectativas atuais do mercado, pressões competitivas globais e a extensão e o ritmo de mudanças estruturais, isso nunca foi tão verdade. Mas dirigentes de empresas penam para convencer o mercado de que seus atos na gestão garantirão um fluxo contínuo de novidades de sucesso. Muitos admitem sentir dúvida e frustração. Em geral, estão cientes de que há uma enorme quantidade de inovação sendo produzida na empresa, mas não sentem que entendem todas essas dispersas iniciativas. A busca do novo soa aleatória e episódica — e sua suspeita é que o retorno sobre o investimento total da empresa em inovação seja baixo demais.

O conteúdo completo desta matéria é exclusivo para assinantes da revista Harvard Business Review. Para continuar lendo, faça sua assinatura ou solicite o orçamento deste reprint.

Caso já seja assinante, faça seu login e será automaticamente redirecionado para a versão completa.

Comentários

Mostrando 3 comentários

cnepomu@gmail.com(não verificado) Ter, 09/03/2013 - 10:20

A proposito, comentários moderados em um espaço só para assinantes, me parece contraditório com o espírito da revista...

admin Ter, 09/03/2013 - 11:42

Os comentários não são permitidos apenas para assinantes, qualquer pessoa pode comentar. Somos obrigados a moderar os comentários caso contrário este espaço estaria cheio de spam, brincadeiras desnecessárias e propaganda. Todas as opiniões, sejam elas a favor ou contra, são liberadas.

cnepomu@gmail.com(não verificado) Ter, 09/03/2013 - 10:19

Este artigo foi fundamental para criar minha metodologia, que publiquei no meu novo livro "Gestão 3.0 - a crise das organizações tradicionais". O método já está sendo testado na Prefeitura do Rio e deve ser usado na ANTT em breve, grato para a revista.

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.